11 artistas juntam-se em Lisboa

11 artistas juntam-se em Lisboa

11 artistas juntam-se em Lisboa, no dia 11 do 11, numa mostra internacional de pintura, escultura e fotografia, a que se junta 1 convidado especial.

De nome Eleven Arts esta exposição de 2 dias terá lugar no Coletivo 284, Rua da Amoreiras 72A e acolhe mais de 80 obras representativas do trabalho de artistas de nacionalidade portuguesa, brasileira, venezuelana e alemã. 

Uma “exposição que elimina os limites de fronteiras culturais onde a mesma se torna plural” nas palavras do professor doutor e arquiteto Luís Manuel Pereira. 

“Estamos perante um conjunto de obras muito heterogéneo, no qual são enfatizados os diversos discursos e diálogos por vezes existentes entre este grupo de artistas, procurando a coexistência da figuração e abstração concreta e conceptual.

Onze artistas nos quais conseguimos identificar facilmente uma linguagem própria e uma identidade específica, capaz de construir um léxico privado, montando narrativas onde cada obra é uma porta para a seguinte. Uma exposição onde se exploram as dicotomias artesanal/industrial e popular/erudito, assumindo essas aparentes oposições.” 

Estas vertentes e relação estão bem patentes no trabalho dos 11 artistas mais 1. Ângelo de Castro usa a tela para representar e pintar obras arquitetónicas de referência; Áurea Regina-Zaibon cria um novo conceito de preservar plantas; Gilvan Nunes recorre à experimentação em diferentes suportes, neste caso, a cerâmica. Ivan Pinheiro criou pinturas inéditas para esta exposição sob o lema dos sete pecados capitais. João Bruno Videira recorre à lã de Arraiolos como fio condutor, promovendo o encontro entre técnica e materiais tradicionais e o design e a arte. João Reino apresenta sete desenhos em grafite centrados nos também sete pecados capitais. Lívia Nacache apresenta os seus “repujados”, pinturas a óleo com elaborados revestimentos. Luis Espírito Santo desenvolve intervenções plásticas sobre guitarras. Natalia Pitta apresenta peças carregadas de textura e movimento em vários materiais. Ricardo Abrahão usa a fotografia para lançar um novo olhar sobre o refúgio familiar onde vivemos juntos e separados durante a pandemia. E Wanderson Alves desenvolve narrativas visuais com a sua fotografia por forma estimular a reflexão do público. 

O convidado especial desta primeira edição é Mathias Contzen, alemão radicado em Portugal que mostrará aqui o seu trabalho escultórico em mármore que trabalha com “o objetivo de tentar transformar a consciência em matéria”. 

Com curadoria de Mónica Reis este evento marca o lançamento de uma série de iniciativas e de uma marca com vista a levar este conceito a outros pontos do país e do estrangeiro, como o próprio nome Eleven Arts International indica: “A nossa ideia é levar este conceito a outros pontos do país e do mundo dando a conhecer assim o trabalho de grandes artistas”.

11 artistas juntam-se em Lisboa

Gostou do artigo? Goste e partilhe!

11 artistas juntam-se em Lisboa

bookmark_border

mais em Culture

31 de Outubro - Breves Notícias de Domingo

a redireccionar em 10 segundos