Baterias dos smartphones, cinco mitos!

Baterias dos smartphones, cinco mitos!

Baterias dos smartphones, cinco mitos! Sob o mote Let’s Power Up, a WIKO, empresa europeia de smartphones, lançou a gama Power U – smartphones acessíveis que visam nunca deixar o utilizador sem bateria porque incorporam baterias com uma autonomia de até 4 dias, seja em que momento for. Como já sabemos, uma boa bateria é um fator fulcral para a compra de um smartphone, porém, por vezes, existem alguns mitos em redor da mesma que podemos seguir e achar que estamos a prolongar a sua vida útil… quando na realidade estamos a fazer o oposto. Por isso, a WIKO traz-te cinco mitos na utilização das baterias de smartphone em que provavelmente acreditas e mostra-te o porquê de não serem verdade.

1. Deixar a bateria a carregar durante a noite vai sobrecarregá-la: errado!

Um dos maiores mitos é que se deixares a bateria a carregar durante a noite, esta vai sobrecarregar. Embora tal pudesse ser verdade há alguns anos, a verdade é que, hoje em dia, os smartphones utilizam baterias de iões de lítio, que são suficientemente inteligentes para regular a sua gestão de energia. Quando se liga um smartphone a um carregador, este pára de carregar assim que atinge 100%, pelo que não precisas de te preocupar com “sobrecarga”. 

2. Não deves usar o smartphone enquanto está a carregar: errado!

Não há perigo em utilizares o teu telefone enquanto está a carregar, no entanto, se o teu telefone estiver excessivamente quente (enquanto está a carregar ou não), o melhor é levá-lo à garantia. Outra questão a considerar é a dos carregadores não oficiais. Os cabos de carregamento contêm chips, e se não estiveres a utilizar um cabo aprovado pelo fabricante, poderás danificar o teu telefone. Utiliza, sempre que possível, o carregador da marca para maior segurança e para ajudar a carregar o teu telefone mais eficazmente.

3. Fechar as aplicações poupa bateria: errado!

Já todos ouvimos que deixar as aplicações a correr em segundo plano drena a bateria, porém, ao fechá-las e reiniciá-las várias vezes, estás de facto a usar mais recursos e energia do teu smartphone, do que se simplesmente as deixares a correr em segundo plano. Em vez de fechares as aplicações, podes ativar o modo de poupança de bateria do teu smartphone, deixando ao seu critério a melhor forma de gerir a energia que lhe resta. A tecnologia inteligente de poupança de bateria AI Power, por exemplo, vem incorporada para uma melhor otimização energética e gere o comportamento de aplicações de terceiros e consumo de energia, ao mesmo tempo que prolonga a duração da tua bateria.

4. Tens de deixar a bateria terminar por completo até a carregares: errado!

Errado. Aliás, não o deves fazer. Cada bateria de iões de lítio vem com uma quantidade fixa de ciclos de carga (o número de vezes que se pode carregar até 100 por cento e descer até 0 por cento), que resulta no número de hipóteses que tens de o deixar passar de uma carga completa para nenhuma carga, até não aguentar mais. Assim, se o fizeres todos os dias, a vida útil da bateria do teu smartphone durará muito menos, enquanto se a carregares antes de esgotar, irás prolongar o seu tempo de vida.

5. Carregar o smartphone ocasionalmente pelo teu computador ou tablet vai danificar a bateria: errado!

Aqui a palavra-chave é “ocasionalmente”. Embora seja preferencial utilizares o carregador da marca, a verdade é que se em caso de necessidade carregares o dispositivo por outras vias, não há problema – se tanto, carregará de forma mais lenta, o que por um lado também é bom pois diminui a tensão colocada nos iões de lítio e nas estruturas que os aceitam, evitando potenciais danos. “Isso significa que os carregadores dos fabricantes carregam demasiado depressa e podem causar danos?” Não. Os fabricantes colocam limites ao teu smartphone para que não carregue demasiado depressa, mesmo com o carregador de origem.

Gostou do artigo? Goste e partilhe!

Baterias dos smartphones, cinco mitos!

bookmark_border

mais em Lifestyle

Louis Erard & Atelier oï

a redireccionar em 10 segundos