A síntese entre tradição, ‘savoir-faire’ e tecnologia avançada

A síntese entre tradição, ‘savoir-faire’ e tecnologia avançada

A síntese entre tradição, excelente ‘savoir-faire’ e tecnologia avançada. Parte integrante da nova geração de modelos da DS Automobiles, o novo DS 9 é uma grande e elegante berlina posicionada no topo da gama da marca premium francesa. Com o DS 9 E-TENSE, a DS Automobiles reforça claramente os seus argumentos em ‘design’, sofisticação e tecnologia. O novo modelo faz a síntese perfeita entre tradição, excelente ‘savoir-faire’ e tecnologia avançada. O novo DS 9 E-TENSE pretende ser, em suma, um convite à redescoberta da excelência do automóvel francês.

Com 4,93 metros de comprimento, 1,85 metros de largura e jantes de grandes dimensões, com 690 mm de diâmetro, o novo DS 9 causa um efeito visual de maior impacte do que muitas outras berlinas da sua classe. O modelo assenta numa nova versão da arquitetura EMP2 (Efficient Modular Platform 2), com uma distância entre eixos jamais alcançada nesta plataforma, o que beneficia muito os passageiros atrás em matéria de espaço e conforto.

O ‘design’ revela uma silhueta elegante, com um óculo traseiro fortemente inclinado, ao estilo ‘fastback’. Com um formato de carroçaria de três volumes, o DS 9 espelha a mais recente linguagem de ‘design’ da DS Automobiles, com uma frente expressiva marcada pelas DS WINGS e o formato paramétrico da grelha, com o seu efeito diamante tridimensional, que acentua o relevo. No capô destaca-se o sabre guilhochado ‘Clous de Paris’, sendo a primeira vez que esta assinatura de interior da DS surge fora do habitáculo.

Numa alusão direta ao DS original de 1955, o DS 9 revela uma síntese de formas cónicas nas extremidades exteriores posteriores do tejadilho. Inspiradas na lendária berlina, foram redesenhadas para acolher novas luzes traseiras, que assinalam a presença do automóvel.

A fluidez de uma linha ininterrupta traduz-se num contorno que nasce na grelha do capô e evolui pelo para-brisas, tejadilho e tampa da bagageira. As secções laterais são lisas, com uma linha alongada que se prolonga dos faróis dianteiros até às óticas traseiras. Este caráter é reforçado pelos puxadores das portas embutidos, pela cor da carroçaria e pelo tejadilho bicolor, enfatizando a elegância. 

Na secção traseira é também evidente o objetivo de integrar cada aspeto de ‘design’ numa única expressão. Os guarda-lamas traseiros, o logótipo e a tampa da bagageira estão interligados com a mesma fluidez. Perfeitamente integradas neste esquema, as óticas esculpidas assumem o efeito de escamas, criando um contraste de efeito tridimensional vincado. As óticas decoradas por sabres laterais constituem uma homenagem aos elementos de ‘design’ dos grandes carroçadores franceses da década de 1930. Elegante e estreita, a terceira luz de travagem contribui para dar a impressão de a traseira ser mais larga e reforça o efeito visual do óculo traseiro. 

Gostou do artigo? Goste e partilhe!

A síntese entre tradição, ‘savoir-faire’ e tecnologia avançada

bookmark_border

mais em Lifestyle

Uma comunidade - ModaLisboa

a redireccionar em 10 segundos