Cyber Skull Bronze, o mais recente da Bell & Ross

Cyber Skull Bronze, o mais recente da Bell & Ross

Cyber Skull Bronze, o mais recente da Bell & Ross.

Na relojoaria, a tendência Skull foi reavivada pela Bell & Ross em 2009, com o lançamento do BR 01 SKULL, o primeiro relógio da sua colecção. Ao longo dos últimos anos, os modelos Skull, foram confirmando que a Bell & Ross ocupa um lugar de destaque no design relojoeiro contemporâneo, com modelos ultra modernos e vanguardistas.

A Bell & Ross apresenta agora, o mais recente modelo da coleção Skull: o Cyber Skull Bronze. Este relógio assume o aspecto do icónico Cyber Skull, mas agora adornado com bronze, uma liga que evolui com o tempo e que tornará cada uma das 500 peças, únicas por direito próprio.

Em 2020, Bruno Belamich Director Artístico da Bell & Ross, apaixonado por técnicas de ponta, imaginou uma versão ultra moderna e futurista do modelo Cyber Skull.

Este relógio apresenta um design vanguardista. Podemos também reconhecê-lo como um tributo a uma ancestral arte japonesa, o origami. Finalmente, a caixa esculpida faz lembrar a fuselagem angular de um avião furtivo, invisível ao radar.

Hoje, o novo Cyber Skull Bronze ocupa a caixa quadrada com arestas vivas e cantos biselados do Cyber Skull, mas numa versão em bronze. Um desenho único de um crânio dourado dá um aspecto muito rock and roll a este relógio.

Para este novo Cyber Skull Bronze, a Bell & Ross desenvolveu um movimento específico, o BR-CAL.210. Um movimento de manufactura a cem por cento. O seu enrolamento manual activa uma peça de autómato. Ao rodar a coroa, a mandíbula do crânio ganha vida. O crânio parece escarnecer. A Caveira Cibernética parece rir-se na cara da morte.

É o primeiro relógio Bell & Ross da família Skull a apresentar uma animação de autómato. Estas partes têm a sua origem nos mecanismos que apareceram na Europa no século XIV. No Cyber Skull Bronze, o crânio é inserido entre duas placas de cristal de safira, como se estivesse a flutuar no centro da caixa.

O calibre BR-CAL.210, quase invisível, encontra-se escondido atrás do crânio. As placas e as pontes seguem a forma do crânio e estendem-se sob os quatro fémures. Apenas algumas peças técnicas, as mais interessantes, permanecem visíveis, em particular as carruagens de engrenagem ou a roda de equilíbrio em espiral. Este elemento localizado às doze horas, simboliza o cérebro deste crânio cheio de vida.

2015 | O BR 01 SKULL BRONZE é o primeiro da família “skull” a adoptar uma caixa em bronze que adquire uma pátina ao longo do tempo. Esta versão apresenta um estilo retro futurista pronunciado.

2016 | O BR 01 SKULL BRONZE TOURBILLON, um modelo único de Haute Horlogerie com Tourbillon, é destinado ao leilão de caridade Only Watch.

2017 | O BR 01 BURNING SKULL BRONZE deriva do Burning Skull. Este modelo introduziu uma dimensão 3D na coleção “skull” da Bell & Ross.

2023 | O lançamento do BR 01 CYBER SKULL BRONZE.

O crânio, elemento central do BR01 Cyber Skull Bronze, simboliza a fragilidade e a brevidade da existência humana. O crânio refere-se a uma abordagem despreocupada da vida que encoraja a vivê-la como se cada dia fosse o último. A família Skull está diretamente ligada ao mundo militar e aeronáutico. O crânio era usado como um símbolo guerreiro tanto para piratas como para vikings. O seu objectivo era tanto afirmar a bravura destes combatentes como impressionar os seus oponentes. Os pára-quedistas americanos, durante a Segunda Guerra Mundial, também fizeram uso deste emblema ao afixá-lo nos seus uniformes e nos seus aviões aquando do seu regresso a casa.

Hoje, o Cyber Skull reaparece numa versão em bronze. A caixa, a coroa e a fivela de pino adornam esta liga de cobre e estanho. Bronze é uma liga viva que evolui com o tempo. Adquire uma pátina única em contacto com a pele de cada pessoa. Esta versão é a união de um material relojoeiro tradicional e um desenho ultra moderno.

Após quase 15 anos de existência, a colecção Skull tornou-se numa das coleções mais emblemáticas da Bell & Ross.

Dentro da família Cyber Skull com design de vanguarda, o primeiro Cyber Skull de cerâmica representava o relógio dos “motoqueiros” ou “piratas”. Com a sua liga evolutiva e design de vanguarda, o novo Cyber Skull Bronze é a combinação perfeita de relojoaria, design e tecnologia. Apresenta um trabalho intrincado na caixa, bem como no movimento. Encantador e fascinante, vanguardista e perturbador. Está disponível numa edição limitada de 500 peças.

Gostou do artigo? Goste e partilhe!

Cyber Skull Bronze, o mais recente da Bell & Ross

bookmark_border

mais em Lifestyle

Essenciais da Mango Man para um armário cápsula

a redireccionar em 10 segundos